Casamentos Bom Jesus do Amparo

Eduarda & Douglas

Toda alma é um rio e todo rio corre para o mar.

E com a alma não é diferente, ela corre em uma direção.

Enquanto o rio deságua no mar, a alma deságua no amar e naufraga o seu coração.


É por isso que você quando amando sente falta de ar e acha que é ansiedade.

As borboletas no estômago são cardumes de namorados na verdade.


E esse palpitar desenfreado é o corre-corre das correntes.

Esse nó na garganta são as ondas subindo e descendo chocando em sua mente.


Sua alma encantada, afogada em amor

Não percebe que sua morada já não é mais cheia de dor.


O mar é vida e o amar é cura. E o amor não poderia estar em outro lugar, senão no enlace de Eduarda e Douglas, que podem ver nas fotos a seguir, tão singelo amor!